Transar é bom e (quase) todo mundo gosta, né?  Mas sabe aquela dica ou toque que você queria ter ouvido antes de iniciar sua vida sexual ou ter se aprofundado em algum relacionamento? Ou mesmo antes de ter encanado com alguma questão desnecessária? Aqui estão algumas delas! Ah, e já sabe, né? Não bobeia: se o clima esquentar, vai de Rilex!

 

  1. Não tente imitar o que você viu nos pornôs.
  2. Fale o que você quer (ou não quer).
  3. Masturbação é tudo, inclusive durante o sexo.
  4. Não sinta vergonha do seu corpo ou dos seus pelos.
  5. Uma boa transa é melhor que várias mais ou menos.
  6. Cada casal tem uma posição mais gostosa.
  7. Você também precisa sentir prazer.
  8. Conhecer seu corpo faz toda a diferença.
  9. Não tenha nojinho de sexo oral.
  10. Tome o controle da situação!
  11. Sexo não é só penetração.
  12. Não fale que alguém é ruim de cama.
  13. Cuidado com os dentes na hora do oral.
  14. Exercite sua vagina.
  15. Não se force se você não está no clima.
  16. USE CAMISINHA.
  17. Você não deve satisfação da sua vida sexual a ninguém.

 

Fonte: https://www.buzzfeed.com/florapaul/dicas-de-sexo-para-saber-o-quanto-antes?utm_term=.jvWry344B#.fywN2699x

É curioso que, em pleno 2017 (quase 2018), as pessoas ainda encarem sexo no primeiro encontro como um tabu. O sexo casual ainda é visto com maus olhos por muitas pessoas, que tendem a julgar quem se joga nas aventuras de uma noite e nada mais — ou, quem sabe, muito mais que uma noite: não é porque a pessoa transou na primeira vez que encontrou a outra que jamais voltarão a ser. Isso é, no mínimo, uma maneira muito antiquada de ver a vida.

Com o surgimento e ascensão dos aplicativos de namoro, o encontro com fins apenas sexuais ganhou mais destaque, embora não seja nenhuma novidade. Afinal, se duas pessoas estão a fim de transar, de comum acordo, o que as impede? A sociedade? Religião? Julgamento de terceiros? Ah, faça-me o favor.

A verdade é apenas uma: saiu com alguém, ficou com vontade de transar? Essa pessoa correspondeu? Se joga! Não tem essa de primeiro, segundo, décimo encontro: o momento ideal é aquele quando o casal tá na vibe. Fazer sexo é saudável, faz parte da vida e nós deveríamos encarar com mais naturalidade. Desde que feito com responsabilidade, ou seja, sexo seguro sempre, não tem problema nenhum.

Putz, rolou tesão, mas não tem camisinha. E aí?

Nem pensar! Além de evitar gravidez não planejada, o preservativo te protege de uma série de doenças que podem ser transmitidas pelo sexo. E não tem essa de “só a cabecinha”: sem camisinha não dá! Por isso, fica aquela dica: sempre tenha uma Rilex guardada na carteira para “emergências”, afinal, nunca se sabe quando vai pintar um clima. Ah, isso vale para as meninas também! Todos devem andar protegidos, independente do gênero.

 

 

De acordo com uma pesquisa do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, apenas 33,7% dos homens heterossexuais entre 15 a 44 anos alegaram ter usado camisinha em sua última relação sexual. Preocupante, né?
Listamos 8 respostas para ter na ponta da língua para as 8 desculpas mais comuns – ou esfarrapadas? – que os homens usam na hora de colocar o preservativo. Anota aí!

 

“Ah, não serve, né, gata?”
“Você deveria ter comprado uma do seu tamanho então!” – No Brasil, os modelos tradicionais de camisinha têm, por padrão, 52 mm de largura -o que costuma ser suficiente para a maioria dos homens. Há ainda modelos maiores, que têm de 54 mm a 56 mm, geralmente, e os modelos teen. Ou seja, tem pra todo mundo!

 

“Putz, esqueci!”
Essa é a hora de você mostrar que é uma mulher preparada e sacar a sua própria camisinha da bolsa ou da gaveta. Se você também não tiver (mas tenha sempre, ok?), o Google pode ajudar a indicar a farmácia 24 horas mais próxima de vocês!

 

“Não sei se vou conseguir com”
“E eu definitivamente não consigo sem!” – Para alguns homens, o processo de colocar a camisinha pode ser um tanto quanto “brochante”, mas ele é necessário, ok? Se você quiser ser legal, vale estimulá-lo de outras maneiras para manter o clima quente.

 

“Só um pouquinho, vai?”
“Tô no meu período fértil!” – Assim você vai evitar qualquer investida mais insistente nesse quesito.

 

“Mas meus exames estão em dia”
“E você está com eles aí?” – Muito provavelmente o sujeito não terá. Caso ele tenha, parta logo para o “mas os meus não estão” e a discussão será encerrada!

 

“Eu tiro antes…”
“Antes do que?” – Aqui vale lançar mão das aulinhas de sexualidade da 4ª série para explicar que mesmo só esse “pouquinho” é suficiente para transmitir DST’s e até engravidar.

 

“É muito mais gostoso sem”
“Prometo que com vai ser gostoso igual!” – Dá até pra ganhar uma moral com o boy e abusar dos truques de sedução. Francamente, hoje em dia existem camisinhas com textura, cheio, sabor, feitas para prolongar a ereção… Enfim, só não pode fazer sem mesmo.

 

“Você não confia em mim?”
“Em você eu confio, mas nos outros (as) não” – Hora de aplicar toda a psicologia de mãe para explicar para o cara que essas coisas não funcionam na base da confiança, e sim da segurança!

 

Fonte: https://estilo.uol.com.br/comportamento/listas/7-respostas-pra-ter-na-ponta-da-lingua-quando-ele-nao-quiser-usar-camisinha.htm