5 Erros mais comuns na hora de colocar a camisinha

1. Não observar se existem danos

Embora este seja um dos passos mais importantes na hora de utilizar a camisinha, muitos homens esquecem de observar a embalagem para verificar o prazo de validade e procurar por possíveis danos, que podem reduzir a eficácia da camisinha.

O que fazer: antes de abrir a camisinha é muito importante confirmar o prazo de validade e verificar se existem buracos ou rasgões na embalagem. Além disso, nunca se deve abrir a embalagem utilizando os dentes, as unhas ou uma faca, por exemplo, pois podem furar a camisinha.

2. Colocar a camisinha muito tarde

Mais de metade dos homens coloca a camisinha após ter iniciado a penetração, mas antes de ejacular para evitar uma gravidez. No entanto, esta prática não protege contra as doenças sexualmente transmissíveis e, mesmo que reduza o risco, não evita completamente uma gravidez pois o líquido lubrificante liberado antes do esperma também pode conter espermatozoides.

O que fazer: colocar a camisinha antes de qualquer tipo de penetração e antes do sexo oral.

3. Desenrolar a camisinha antes de colocar

Desenrolar a camisinha completamente antes de a colocar dificulta o processo e pode resultar em pequenos danos que aumentam o risco de pegar doenças sexualmente transmissíveis.

O que fazer: a camisinha deve ser desenrolada no pênis, desde a ponta até à base, permitindo que fique bem colocada.

4. Não deixar espaço na ponta da camisinha

Após colocar a camisinha é comum esquecer de deixar um espaço livre entre a cabeça do pênis e o preservativo. Isso aumenta as chances da camisinha estourar, especialmente após a ejaculação, quando o esperma preenche todo o espaço livre.

O que fazer: após desenrolar a camisinha no pênis, deve-se segurar o preservativo na base e puxar levemente na ponta, para criar um reservatório na frente. Depois, é importante apertar esse reservatório para expulsar o ar que pode ficar preso.

5. Utilizar a camisinha sem lubrificante

A lubrificação é muito importante durante o contato íntimo e, é por isso, que o pênis produz um líquido que ajuda a lubrificar. No entanto, ao utilizar o preservativo, esse líquido não consegue passar e, caso a lubrificação da mulher não seja suficiente, o atrito criado entre o preservativo e a vagina pode romper a camisinha.

O que fazer: utilizar lubrificante para manter a lubrificação adequada durante a relação.

Outra opção é utilizar a camisinha feminina que deve ser usada pela mulher durante a relação, veja como colocar corretamente para evitar a gravidez e prevenir doenças.

A camisinha pode ser reutilizada?

A camisinha é um método contraceptivo descartável, ou seja, em nenhuma hipótese pode ser reutilizada. Isso porque a reutilização da camisinha pode aumentar as chances de rompimento e, consequentemente, transmissão de doenças e, até mesmo, gravidez.

Além disso, a lavagem da camisinha com água e sabão não é suficiente para eliminar fungos, vírus ou bactérias que possam estar ali presentes, aumentando a chance de transmissão desses agentes infecciosos, principalmente dos responsáveis pelas doenças sexualmente transmissíveis.

Após o uso da camisinha, é recomendado descartá-la e, caso haja desejo de outra relação sexual, é necessário utilizar outro preservativo.

Comments

Deixe uma resposta