10 Erros no uso da camisinha que podem provocar doenças e gravidez indesejada

A camisinha é uma das principais invenções da modernidade, uma vez que possibilita o sexo sem gravidez indesejada e também protege contra DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis), como sífilis e HIV.
Deixar de usar o preservativo é o maior erro que alguém pode cometer na relação sexual. No entanto, mesmo quem não a deixa de lado pode correr riscos. Listamos os dez erros mais comuns relacionados ao preservativo.

1. Colocá-la ao contrário
É difícil errar o lado da camisinha na hora de colocá-la, afinal, é muito mais fácil desenrolar o preservativo pelo lado de dentro o correto do que pelo lado de fora. No entanto, por mais que não seja algo que ocorra com tanta frequência, é um acidente que pode vir a acontecer. Desenrolar a camisinha do lado errado pode fazê-la estourar!

2. Colocar duas camisinhas
Se camisinha significa prevenção, usar duas de uma vez aumenta a proteção, certo? Errado. O uso de dois preservativos ao mesmo tempo aumenta o atrito entre as duas superfícies plásticas, tornando-as mais suscetíveis ao rasgo. Além disso, o pênis fica mais apertado, fazendo com que o homem perca sensibilidade e demore mais para ejacular.

3. Colocá-la tarde demais
Muitos casais fazem as preliminares sem preservativo. Essa medida não está errada, a menos que elas envolvam penetração. Qualquer contato entre peles pode potencialmente levar a uma DST ou à gravidez. O líquido que o pênis expele durante o ato pode estar carregado com esperma isso desmistifica a ideia de que a mulher só engravida com a ejaculação.

4. Colocá-la cedo demais
Colocar a camisinha antes de o pênis ficar ereto pode fazer com que ela não encaixe corretamente, além de dificultar a ereção. Pode ser difícil obter uma boa ereção já com o preservativo no pênis.

5. Demorar para retirá-la
Após o sexo, muitos parceiros permanecem deitados e abraçados, e esquecem de retirar a camisinha. Apesar de ser um momento romântico, o homem não pode demorar a tirar o preservativo porque o esperma em contato com o pênis pode causar alergia. Se o esperma grudar no pênis, as chances de ele se misturar com o fluido da pré-ejaculação são grandes, fazendo com que, nas próximas relações, a mulher tenha chances de engravidar mesmo nas preliminares.

6. Enrolar um preservativo 
Alguns homens enrolam a camisinha de diversas maneiras em seus pênis. O jeito certo de colocar é imitando uma mulher colocando meias com calma e sutileza.

7. Usar preservativos vencidos
Algo que um casal também não deve fazer é usar camisinha fora do prazo de validade. O látex ou a borracha desses preservativos podem secar, fazendo com que eles rachem ou furem.

8. Escolher o tamanho errado
Pequeno, médio ou grande? Os homens parecem ter dificuldade em medir corretamente o tamanho de seus pênis.
Eles adoram superestimar a si mesmos. No entanto, se um homem está usando um preservativo muito grande, ele pode rolar para fora ou cair. E se a camisinha for pequena em relação ao pênis, pode até mesmo se romper.

9. Usar o mesmo preservativo mais de uma vez
A reciclagem é importante para o meio ambiente. Mas quando se trata de sexo, um homem não deve reutilizar um preservativo. Fazer isso, além de ser anti-higiênico, pode espalhar os germes da relação anterior. Mesmo se a camisinha for lavada com sabão e deixada de molho por cinco dias, ainda pode haver restos de esperma nela.

10. Não prestar atenção nos rasgos 
Uma camisinha rasgar durante o sexo não é algo tão comum. O acidente normalmente acontece antes do ato, na hora de abrir a embalagem. A maioria dos rasgos não ocorrem durante o sexo, mas com a abertura da embalagem por causa de uma unha ou algo afiado. Por isso, por mais que haja pressa, precisa haver cautela nesse processo.

Comments

Deixe uma resposta