Conhecer o pênis e suas particularidades não apenas no que se refere ao seu tamanho pode ajudar homens e mulheres a terem uma vida sexual mais satisfatória. A seguir, dez curiosidades sobre o órgão.

1 – Tamanho é documento? O item é o primeiro da lista porque muitos homens ainda se preocupam com a medida do seu órgão sexual. De acordo com a SBU (Sociedade Brasileira de Urologia), um pênis considerado normal mede de 7 a 17 centímetros ereto. E é importante frisar que potência e tamanho não são proporcionais.

2 – Não aumenta nem diminui durante a vida: ainda a respeito do tamanho, o órgão não sofre alteração após chegar ao tamanho adulto, o que acontece por volta dos 18 anos.

3 – Pode parecer menor do que é: a maioria que acha ter o pênis pequeno está enganada. O que acontece é que, quando esses homens vão comparar seus órgãos, em um vestiário, por exemplo, estão em situação de estresse, tensos. O pênis tem um músculo chamado dartos, localizado abaixo do saco escrotal, que diante de momentos assim se contrai, fazendo com que o órgão pareça menor do que realmente ele é.  Para comparar, é só observar como ele reage diante do frio também.

4 – Sensibilidade: a glande, mais popularmente conhecida como cabeça do pênis, é a parte mais sensível do órgão sexual masculino. Não é possível afirmar o número de terminações nervosas que ela tem (nem do pênis como um todo), mas a região proporciona bastante prazer ao homem. Por ser muito sensível, deve ser estimulada adequadamente. Toques intensos e forte podem gerar mais desconforto do que prazer. Fica a dica!

5 – Temperatura dos testículos: a região também apresenta sensibilidade aflorada, pois é composta de glândulas vascularizadas, por onde passa a corrente sanguínea. Produz espermatozoides e testosterona (hormônio) e por isso precisa ficar um grau abaixo da temperatura interna do abdômen, que é de 37ºC.

6 – Masturbação não é necessidade: alguns homens dizem que ficar muito tempo sem ejacular pode ser prejudicial, “pesa” o saco escrotal e outros tantos argumentos. Tudo mito. Segundo os especialistas, não existe nenhuma razão fisiológica para colocar o sêmen para fora do corpo. Se você não ejacular, vai eliminar na urina. Essa necessidade é algo cultural, puramente pelo prazer que o orgasmo causa, com sexo a dois ou masturbação.

7 – Circuncisão não afeta sensibilidade: a postectomia é a cirurgia feita para retirada do prepúcio, dobra de duas camadas de pele e mucosa que cobre a glande do pênis. O procedimento não é obrigatório, mas se faz necessário em algumas situações, como quando o homem apresenta balanopostite (inflamação por fungo na região) e por motivos religiosos (caso dos judeus).

8 – Pênis “quebra”: o órgão não tem osso, mas pode sofrer lesões nas cavidades cavernosas se for dobrado ou envergado rapidamente. A forma mais comum de acontecer é durante a relação sexual, quando a mulher está por cima. Com a ereção, o pênis se torna muito rígido e, se escapar durante o sexo, pode bater no períneo da mulher e lesionar gravemente. Faz um barulho, o homem sente muita dor e a ruptura é visível por causa da hemorragia, que o deixa com uma cor roxa escura. Os especialistas aconselham, diante de um acidente como esse, procurar assistência médica imediatamente, pois o ferimento não vai se curar sozinho e, muitas vezes, uma cirurgia é necessária.

9 – Ereções noturnas e orgasmo: Os homens passam 20% do tempo de sono com o pênis em ereção. Podem ocorrer várias, mais precisamente durante o sono REM (estágio no qual ocorrem os sonhos),e duram de 30 a 40 minutos cada uma. Segundo o especialista, o homem só percebe a ereção quando desperta no meio da noite com vontade de fazer xixi, por exemplo.

10 – Sinais de perigo e higiene: os homens levam vantagem sobre as mulheres no que se refere a identificar problemas no órgão sexual. Como o pênis é externo, qualquer mancha ou sinal de que há algo errado é facilmente percebido. Se não surgiu por algo que justifique alteração, como uma masturbação mais intensa, o ideal é procurar um médico.  A falta de higiene da área está associada a várias doenças, não como causa, mas como agente facilitador. Por isso, lavar com água e sabonete toda a região genital e secar, sem deixar umidade, ajuda na prevenção.

Fonte: https://universa.uol.com.br/noticias/redacao/2015/05/04/dez-curiosidades-sobre-o-penis-que-homens-e-mulheres-precisam-saber.htm

 

 

Se para muita gente falar sobre sexo ainda é um tabu difícil de ser quebrado, imagine só falar sobre virgindade. Um assunto delicado, carregado de significado histórico e cultural. Mas, afinal de contas, o que é virgindade? Do que se trata essa definição? Por que esse é um assunto tratado com tanto “receio” por algumas pessoas. Antes da primeira transa é normal sentir várias dúvidas, por isso a Rilex vai te dar uma mãozinha. O mais importante é você estar à vontade com a ideia e se sentir pronto para passar para uma próxima fase.

#Hora certa

É mais mito do que uma questão cultural. Não interessa se você tem 15, 20, 30 anos. Sua virgindade deverá ser rompida quando, como e com quem você quiser. Depende muito mais do estado emocional do que do “tempo” propriamente dito. Esse momento depende de cada pessoa sendo homem ou mulher, não se deixe pressionar, faça tudo no seu tempo, isso com certeza vai mudar o resultado.

#Tensão

Essa é, na verdade, a pior inimiga! Se a menina ou menino estiver nervosa no momento, ela pode ficar contraída. E se houver penetração com o corpo assim, sem estar com a musculatura da pélvis relaxada, as chances de ela sentir dor são maiores. Então homens se liguem, ajudem sua parceira a relaxar e a sentir se confortável.

#Escolha do local

escolha do local é muito importante. Não é legal ter a primeira transa no carro, com o casal constrangido, desconfortável e um monte de gente passando. Em casa, com os pais no cômodo ao lado, também não é recomendado, porque a situação é tensa por si só, ainda mais com o risco de alguém entrar no quarto e pegar. É preciso que ambos estejam tranquilos e em um local que permita que eles relaxem.

#Preliminares

Isso é o que difere os homens dos meninos na cama. As preliminares são importantíssimas para preparar a mulher para o sexo, especialmente na primeira vez. Além disso, elas ajudam muito o homem a controlar sua ansiedade. Se você está com medo de ejacular rápido, foque no prazer dela para ganhar tempo e deixá-la no mesmo “ponto” que você.

#Camisinha

Muitos meninos perdem a ereção na hora de colocar o preservativo. É interessante treinar sozinho em casa, para aprender a colocar, e se masturbar com a camisinha, para se acostumar com a textura, para na hora do ato não ter problemas e nem se sentir inseguro.

#Homens

Sem pressa, é normal no meio de tanta pressão, ter pressa para fazer a penetração, relaxe e fique  super tranquilo, ser gentil e mostrar que não está preocupado só em penetrar, em geral ajuda muito, a menina idealiza essa situação e espera romantismo, então tenha calma e faça com que seja prazeroso para você e sua parceira.

#Mulheres

Para muitas meninas, perder a virgindade é um momento confuso, que mistura expectativas, desejo e medo. Para piorar, existem muitos mitos que envolvem a primeira vez, o que as deixa ainda mais desorientadas. Algumas coisas que a mulher deve saber sobre a primeira transa é:

Só vai doer se você estiver nervosa. Por conta da tensão, a mulher tende a contrair a musculatura da coxa, enrijecendo também os músculos internos e dificultando a entrada do pênis. É isso que causa a dor. Então relaxe!

É possível, sim, sentir prazer na primeira vez, para isso você precisa  relaxar e se entregar ao momento.

#Como colocar camisinha

Tanto o homem quanto a mulher têm a obrigação de saber como colocar o preservativo. O modelo masculino é mais fácil de ser manuseado, portanto mais indicado para a primeira vez.

#Camisinha masculina: abra o pacote com as mãos, não com o dente, tesoura ou outro objeto cortante. Assopre para ver qual é o lado correto de desenrolar. Posicione o preservativo na cabeça do pênis, aperte a pontinha (que é onde o esperma vai ficar armazenado) e desenrole-o até a base do órgão. Se perceber que começou a desenrolar do lado errado, descarte e use um novo.

#Camisinha feminina: tenha os mesmos cuidados ao abrir a embalagem. O preservativo feminino possui dois anéis: um dentro da camisinha e um na abertura. Aperte o primeiro com os dedos: ele ficará “compridinho”. Introduza-o na vagina, até o final. O outro anel ficará do lado de fora, revestindo a entrada. O pênis deve ser inserido dentro dele.