Conhecer o pênis e suas particularidades não apenas no que se refere ao seu tamanho pode ajudar homens e mulheres a terem uma vida sexual mais satisfatória. A seguir, dez curiosidades sobre o órgão.

1 – Tamanho é documento? O item é o primeiro da lista porque muitos homens ainda se preocupam com a medida do seu órgão sexual. De acordo com a SBU (Sociedade Brasileira de Urologia), um pênis considerado normal mede de 7 a 17 centímetros ereto. E é importante frisar que potência e tamanho não são proporcionais.

2 – Não aumenta nem diminui durante a vida: ainda a respeito do tamanho, o órgão não sofre alteração após chegar ao tamanho adulto, o que acontece por volta dos 18 anos.

3 – Pode parecer menor do que é: a maioria que acha ter o pênis pequeno está enganada. O que acontece é que, quando esses homens vão comparar seus órgãos, em um vestiário, por exemplo, estão em situação de estresse, tensos. O pênis tem um músculo chamado dartos, localizado abaixo do saco escrotal, que diante de momentos assim se contrai, fazendo com que o órgão pareça menor do que realmente ele é.  Para comparar, é só observar como ele reage diante do frio também.

4 – Sensibilidade: a glande, mais popularmente conhecida como cabeça do pênis, é a parte mais sensível do órgão sexual masculino. Não é possível afirmar o número de terminações nervosas que ela tem (nem do pênis como um todo), mas a região proporciona bastante prazer ao homem. Por ser muito sensível, deve ser estimulada adequadamente. Toques intensos e forte podem gerar mais desconforto do que prazer. Fica a dica!

5 – Temperatura dos testículos: a região também apresenta sensibilidade aflorada, pois é composta de glândulas vascularizadas, por onde passa a corrente sanguínea. Produz espermatozoides e testosterona (hormônio) e por isso precisa ficar um grau abaixo da temperatura interna do abdômen, que é de 37ºC.

6 – Masturbação não é necessidade: alguns homens dizem que ficar muito tempo sem ejacular pode ser prejudicial, “pesa” o saco escrotal e outros tantos argumentos. Tudo mito. Segundo os especialistas, não existe nenhuma razão fisiológica para colocar o sêmen para fora do corpo. Se você não ejacular, vai eliminar na urina. Essa necessidade é algo cultural, puramente pelo prazer que o orgasmo causa, com sexo a dois ou masturbação.

7 – Circuncisão não afeta sensibilidade: a postectomia é a cirurgia feita para retirada do prepúcio, dobra de duas camadas de pele e mucosa que cobre a glande do pênis. O procedimento não é obrigatório, mas se faz necessário em algumas situações, como quando o homem apresenta balanopostite (inflamação por fungo na região) e por motivos religiosos (caso dos judeus).

8 – Pênis “quebra”: o órgão não tem osso, mas pode sofrer lesões nas cavidades cavernosas se for dobrado ou envergado rapidamente. A forma mais comum de acontecer é durante a relação sexual, quando a mulher está por cima. Com a ereção, o pênis se torna muito rígido e, se escapar durante o sexo, pode bater no períneo da mulher e lesionar gravemente. Faz um barulho, o homem sente muita dor e a ruptura é visível por causa da hemorragia, que o deixa com uma cor roxa escura. Os especialistas aconselham, diante de um acidente como esse, procurar assistência médica imediatamente, pois o ferimento não vai se curar sozinho e, muitas vezes, uma cirurgia é necessária.

9 – Ereções noturnas e orgasmo: Os homens passam 20% do tempo de sono com o pênis em ereção. Podem ocorrer várias, mais precisamente durante o sono REM (estágio no qual ocorrem os sonhos),e duram de 30 a 40 minutos cada uma. Segundo o especialista, o homem só percebe a ereção quando desperta no meio da noite com vontade de fazer xixi, por exemplo.

10 – Sinais de perigo e higiene: os homens levam vantagem sobre as mulheres no que se refere a identificar problemas no órgão sexual. Como o pênis é externo, qualquer mancha ou sinal de que há algo errado é facilmente percebido. Se não surgiu por algo que justifique alteração, como uma masturbação mais intensa, o ideal é procurar um médico.  A falta de higiene da área está associada a várias doenças, não como causa, mas como agente facilitador. Por isso, lavar com água e sabonete toda a região genital e secar, sem deixar umidade, ajuda na prevenção.

Fonte: https://universa.uol.com.br/noticias/redacao/2015/05/04/dez-curiosidades-sobre-o-penis-que-homens-e-mulheres-precisam-saber.htm

 

 

É o que eles mais querem e o que elas mais negam, isto é, até experimentarem direitinho!!! Então vai algumas dicas para você dar muito prazer a sua parceira, muitas mulheres não gosta de sexo anal, porque o cara não sabe fazer direito. Fato! Mas ninguém aqui quer julgar. Só que ninguém conta ou fala a respeito, por isso vamos dar umas dicas para te ajudar!

Passo 1: O parceiro tem que entender que para se chegar por trás é melhor quando é feito devagar, mas para se chegar lá a mulher tem que estar muito excitada e relaxada. Se o parceiro der um de lebre e ir com sede ao poço, ela não vai querer repetir!

Passo 2: Uma boa dica é usar um gel lubrificante, você pode encontrada em qualquer farmácia.

Passo 3: Dá para esquecer um pouco a tensão e relaxar? Esqueça a porta dos fundos e permita que a entrada pela porta da frente seja triunfal, com direito a tapete vermelho!!! Ou seja, se entregue, brinque muito, se masturbem e se excitem muito. O segredo para relaxar ainda mais a musculatura anal é a excitação.

Passo 4: Joguinho sexy. Uma forma de excitar a parceira, provando que mexer lá atrás pode ser legal sim. No sexo anal, coloque carinhosamente o dedinho, ou outro brinquedinho, tipo o plug anal, para alargar o local.  Melhor ainda se enquanto toca o local sagrado, proporciona o sexo oral nela.

Passo 5: Por último, no auge da excitaçao, introduza o pênis no tão esperado local, e de preferência, de cócoras. E o mais importante não esquecer o preservativo e manter o dialogo com sua parceira, se ela está confortável e sentindo prazer. Uma boa dica:  99% das mulheres que gozam no sexo anal NECESSITAM estimular o clitóris, seja elas próprias, com dedos ou um vibrador clitoriano, ou a masturbação proporcionada pelo parceiro.

Alerta: O alerta é para que nunca o que sai do ânus entre na vagina. Ao contrário até pode, mas pênis ou dedo que saem do ânus para a vagina podem servir de condutores de bactérias, causando infecção. Também é preciso sempre praticar o sexo anal com camisinha.

Referência: http://cerebromasculino.com/porta-dos-fundos/

Entre as causas que levam a ejaculação precoce, a principal é a ansiedade. Este mal acaba levando a uma reação em cadeia já que, quanto mais repetidas forem essas ejaculações, mais ansiosos ele fica, mais adrenalina produzem e mais rápido ejaculam. Em alguns casos, a ansiedade é tanta que acabam desenvolvendo algum tipo de disfunção erétil.

1. DIMINUA A ANSIEDADE COM ATIVIDADES FÍSICAS E RELAXANTES

Uma das principais causas da ejaculação precoce é a ansiedade e tensão muscular. Para controlar isso, coloque atividade física na sua rotina, com a prática de caminhadas. Durante a atividade, levante o peito, contraia levemente o abdômen e relaxe os ombros, fazendo da caminhada um momento de relaxamento do corpo e mente. Faça alongamentos antes e após a caminhada. Após a caminhada faça pelo menos 15 minutos de exercícios como polichinelo, burpee, abdominal bike, afundo, abdução de quadril, agachamento combinado com salto, flexão de braço, entre outros. Quando não conseguir fazer caminhada, faça pelo menos os exercícios. Antes de iniciar a relação sexual, peça para ela fazer uma massagem relaxante em todo o corpo. Esse relaxamento é importante, pois o processo ejaculatório vem justamente da contração dos músculos, e quanto mais relaxado eles estiverem, maior as chances de aumentar o tempo da relação

2. MASTURBAÇÃO COM CONTROLE DE EJACULAÇÃO

A masturbação ajuda a controlar a ejaculação, mas é preciso algum treino. Ela deve ser praticada até o limiar do orgasmo e então o homem deve parar a estimulação. Isso ensina corpo e mente a prolongarem a fase de excitação, além de aumentar os níveis de autoconfiança. Para exercitar, provoque a ereção (sem assistir filme pornô) e inicie a masturbação sem lubrificante. Estabeleça uma meta de tempo (5, 10, 15, 20 minutos…) para sua masturbação. Onde ejacular deixa de ser o foco, o tempo que vai durar a masturbação é o foco principal. Quando você perceber que está quase ejaculando, pare, veja quanto tempo durou, faça o relaxamento com uma respiração calma, vista sua roupa e continue sua rotina. Repita isso nos próximos dias, mas tentando aumentar o tempo progressivamente. Quando chegar a um mínimo de 20 minutos de masturbação sem ejacular, coloque lubrificante e fique muito atento no ponto de ejaculação. Quando perceber que está quase ejaculando, pare e relaxe, respire como indicado acima, depois se vista e continue sua rotina normalmente. Depois de pelo menos 10 dias desse treinamento, você poderá ir até o final, ejaculando. Continue praticando e tentando aumentar o tempo, intercalando, um dia ejacula e outro não. É uma forma de você começar a ter controle sobre a ejaculação

3. FORTALEÇA OS MÚSCULOS PÉLVICOS

Você pode melhorar sua ejaculação exercite os músculos PC (pubeococcígeno), na região pélvica. Pelo menos três vezes por dia, tranque a urina de 3 a 4 vezes, dessa forma você vai conhecer como usar o músculo PC. Depois faça os exercícios apenas simulando que está urinando, aprendendo a contrair o músculo PC. Contraia o músculo PC por três segundos e relaxe o mesmo por três segundos. Gradativamente após dias de exercício, vá aumentando o tempo de contração, mas mantendo o tempo de três segundos de relaxamento. Aumente o tempo de contração para cinco, dez e por último, vinte segundos. Após dois meses de exercício, faça apenas uma manutenção, fazendo pelo menos três vezes por semana. No momento da relação, quando sentir que está chegando o momento de ejacular, contraia o músculo PC, isso evitará que ejacule. Mesmo assim, se sentir que está difícil segurar, pare a penetração e faça um sexo oral ou masturbe ela, em seguida continue a penetração. Isso mantém sua parceira excitada e permite o controle da ejaculação

4. DURANTE O SEXO

Comece a relação pelos beijos, em seguida as preliminares, explorando os pontos erógenos sem pressa. Estimule os pequenos e grandes lábios da vagina, e o clitóris. Comece a penetração somente quando ela estiver bem excitada. Condicione sua mente e o corpo que a partir desse dia sua ejaculação terá que acontecer somente depois dela ter o orgasmo. O segredo agora é optar por posições que a glande do pênis fique o mais profundo possível, pois estando no fundo da vagina, haverá pouco contato na glande, que é a parte mais sensível. Faça movimentos de penetração de forma curta, para que a glande tenha pouco contato e fique o mais profundo possível. Dessa forma, a base do pênis é que terá mais contato com a parte inicial da vagina, ainda fazendo com que ela tenha prazer. Se você colocar um anel estimulador ou com vibro da base do pênis, vai estimular o clitóris, elevando a chance de orgasmo dela.

Fonte: https://manualdohomemmoderno.com.br

Masturbação é um ato que existe desde da existência da humanidade, sim acredite, é mais natural do que imagina, é um ato saudável mas que em algumas épocas e por algumas culturas, foi condenada e proibida, por isto temos receio de as vezes praticá-la. A Rilex preparou cinco dicas para você chegar ao orgasmo sozinho(a) e se conhecer melhor.

A  masturbação nada mais é do que estímulos genitais. Já vai uma dica importante: Todo órgão genital é estimulável, então não se prenda ao padrão, se joga na descoberta!

 

#Atenção Mulheres

Algumas mulheres se masturbam com culpa, hora de se libertar e assumir que nada melhor para conhecer seu corpo e sua sensibilidade que uma boa masturbada.

A maior dificuldade para algumas mulheres não é a física e sim a limitação dentro da própria cabeça. Mude seus pensamentos, se autorize a sentir prazer, a pensar em sexo, e os ganhos aparecem. A sua amiga, a sua vizinha, a sua chefe, a sua prima, se masturbam, não há nada errado nisto. Pelo contrário, são vários benefícios, se joga!

#Atenção Homens

“Todo homem já nasce se masturbando”, pera não é por aí, muitos homens também tem dificuldade na hora da masturbação. Por isso preparamos dicas importantes para você relaxar e se conhecer. Assistir vídeos pornô, abrir imagens e vídeos no celular, tablet ou computador é algo comum aos homens quando se masturbam.

Se você se masturba e associa sempre um filme pornô, esse é o momento de repensar. Comece a evitá-lo um pouco. Vários homens quando se masturbam associando a filmes, tem a tendência a acelerar a ejaculação com o passar dos dias, e ter alteração no desejo sexual, por terem dificuldade para imaginar, ou se excitar, sem a presença dos filmes depois. Então mais atenção na sua parceira e menos atenção no celular! Uma dica que pode ajudar é trocar nudes com sua parceira para os dois se estimularem.

#DICAS IMPORTANTES:

#1 Vá com calma e se conheça sem medo

Não existe tempo certo, rápido e devagar, para se conhecer não tem segredo, o importante é não ter pressa e se tocar, para conhecer qual é seu ponto G, sim o famoso ponto G, não existe apenas um lugar, só se tocando você irá conseguir se descobrir e entender qual parte do seu corpo te estimula mais. Comece devagar e vá gerando estímulos com o toque nos genitais. Deixe que a excitação vá subindo aos poucos de forma agradável e saudável.

#2 A Fantasia é essencial

Fantasie sempre algo na sua cabeça, sem fantasia não rola. Durante a masturbação, não importa somente os estímulos dados ao corpo, é preciso alimentar os estímulos dados à mente. A excitação não é só por estímulos físicos, precisa da outra parte que é a psicológica, junte as duas e o prazer é ainda maior.

#3 O Gel lubrificante ajuda no ato

Gel lubrificante existe para facilitar a estimulação e inclusive a penetração. No caso da masturbação, caso não haja lubrificação natural, acrescente  gel lubrificante a base de água, isto facilita o deslize da mão, o contato e o toque agradável ao colocar algo que deixe molhado e lubrificado como o gel faz.

#4 Se estimule

Se a vagina não estiver lubrificada ou o pênis não estiver duro não se preocupe, comece a dar estímulo que logo ficará. Nem homens e mulheres estão prontos para o prazer sem antes dar estímulos. É preciso primeiro gerar o estímulo para que logo venha o prazer e com isto a ereção do pênis ou a lubrificação da vagina. Gere estímulos físicos e aproveite para pensar em momentos agradáveis, gostosos, excitantes.

#5 Relaxe e Goze

Procure um local onde não haverá interrupção e que possa relaxar. Se você estiver em um local que alguém pode lhe interromper, é comum que você queira acelerar para alcançar o orgasmo logo, para chegar ao orgasmo o quanto antes. Se isto ocorrer, com o tempo, você deixará de curtir todo o momento de prazer existente entre o início e o fim da masturbação, e este tempo se encurtará. Como diz o ditado relaxe e goze e aproveite para se conhecer, isso te ajudará nas suas próximas relações, afinal não tem nada de errado em dizer ao parceiro onde tocar e o que te excita, então aproveite para se descobrir.